A colecção de têxteis do Museu de Évora compreende um núcleo de paramentaria proveniente de conventos e igrejas da região de Évora e um pequeno, mas importante, conjunto de traje civil. Esse peitilho de renda desenhando enrolamentos vegetais com flores em botão, uma rara peça do traje aristocrático do século XVII, foi exposto pela primeira vez na Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental realizada em Lisboa, em 1882 (sala C, n.º 188), ainda como parte das colecções da Biblioteca Pública de Évora. O seu uso em Portugal, documentado também através da pintura, como no retrato de D. João IV, da colecção do Museu de Évora (ME 20), demonstra a adopção da moda da utilização de rendas como adereço de vários componentes do vestuário, nesse caso, provavelmente, importada de Veneza.

Celso Mangucci

BIBLIOGRAFIA
Catálogo Illustrado da Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882

Catálogo da Exposição Iconografia da Época da Restauração. Évora: Instituto Português de Museus e Museu de Évora, 1990.